top of page

Hidradenite Supurativa: Uma Visão Completa da Doença e do Tratamento


A hidradenite supurativa (HS) é uma doença crônica e inflamatória que afeta as glândulas sudoríparas e pilossebáceas, resultando em nódulos dolorosos, abscessos e fístulas, principalmente nas regiões axilares, inguinais e perianais. Este artigo aborda diversos aspectos importantes relacionados à hidradenite supurativa, desde fatores genéticos até opções de tratamento.


Genética e Fatores de Risco

A hidradenite supurativa pode ser influenciada por fatores genéticos e ambientais, embora não compartilhe um vínculo genético direto com outras doenças autoimunes, como o lúpus ou a diabetes tipo 1. A predisposição para desenvolver HS pode estar ligada à inflamação crônica e ao funcionamento das glândulas sudoríparas.


Fatores Hormonais: Os hormônios androgênicos, como a testosterona, podem exacerbar a HS. Isso explica por que a doença tende a piorar em fases de vida com maior atividade hormonal, como a adolescência e o período perimenstrual.


Diagnóstico da Hidradenite Supurativa

O diagnóstico da HS é clínico e baseia-se em:

  • Lesões Típicas: Nódulos, abscessos, túneis e fístulas.

  • Localizações Típicas: Axilas, áreas intermamárias, inframamárias, inguinais e nádegas.

  • Recorrência: Duas crises em seis meses são suficientes para o diagnóstico.


Tratamento da Hidradenite Supurativa


Tratamento Inicial: É crucial intervir precocemente, principalmente em casos iniciais, para evitar a progressão da doença. Isso pode incluir tratamentos tópicos e ajustes hormonais.


Evitar Atrito: Roupas apertadas que causam atrito podem agravar a condição. Recomenda-se o uso de roupas que minimizem o atrito.


Depilação a Laser: Pode ajudar a reduzir a atividade dos folículos pilosos, especialmente em fases iniciais da doença.


Medicação: O uso de pomadas e tratamentos tópicos pode ser útil, dependendo da profundidade e natureza das lesões.


Intervenções Cirúrgicas: São necessárias em casos graves. O sucesso depende do conhecimento e experiência do cirurgião com a hidradenite supurativa.


Hormonioterapia: Anticoncepcionais específicos e antiandrogênicos podem ser benéficos, mas é importante evitar progestinas com efeitos androgênicos.


Outros Aspectos Importantes


Reposição Hormonal e Menopausa: Mulheres podem experimentar uma melhora na hidradenite durante a menopausa devido à redução dos hormônios androgênicos.


Cicatrização e Manchas: Tratamentos para clarear manchas podem ser considerados após controlar a atividade da doença. O clareamento durante fases ativas é ineficaz.


Terapias Complementares


Ozonioterapia e Prata Coloidal: Não são recomendadas devido à falta de evidências robustas sobre sua eficácia na hidradenite supurativa.


Considerações Finais


Tratamento Personalizado: Cada caso de hidradenite supurativa é único e requer um tratamento personalizado e multidisciplinar. A doença é complexa e seu manejo eficaz depende de uma abordagem holística que inclui intervenção médica, ajustes no estilo de vida e, quando necessário, tratamento cirúrgico.

A abordagem da hidradenite supurativa requer um entendimento profundo da doença e a colaboração entre dermatologistas, cirurgiões e outros profissionais de saúde para oferecer o melhor cuidado possível aos pacientes.


Dr. Wagner Santos, especialista em dermatologia, tem dedicado grande parte de sua carreira ao tratamento da Hidradenite supurativa.

Se você gostou do conteúdo desse artigo, também vai gostar de acompanhar nossa live feita com o Dr. Wagner, ela está no nosso canal do Youtube e você pode acessar através desse link.

 

Até a próxima!






Comments


Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon
bottom of page